Revista Vitrini

Fonte:

 

 

2003

"A arte de fazer queijos finos

 

Existem muitos queijos finos no Brasil que destacam qualidade e sabor. Os queijos produzidos na Queijaria Artesanal Fazenda Santa Luzia, em Itapetininga, além de serem feitos artesanalmente, com alto padrão de qualidade, trazem um ingrediente na receita que nenhum outro possui: paciência. "Não basta observar a qualidade do leite, ter cuidado na manipulação, no preparo, é preciso saber o momento exato de tirar o queijo da câmara de maturação e então colocá-lo no mercado. Tem que ter paciência", ensina o casal Maristela Nicolellis e Martin Breuer, proprietários da Queijaria Artesanal Fazenda Santa Luzia. Lá são produzidos mensalmente cerca de 600 quilos de queijos, e com um detalhe dos mais importantes para a saúde, sem aplicação de conservantes. Os queijos são encontrados em alguns pontos comerciais de alto padrão nos Jardins em São Paulo, em Sorocaba e também na região de Tietê e Piracicaba. Segundo Martin, o interesse pela produção de queijo surgiu há quatro anos, quando o valor recebido pelo litro do leite produzido na fazenda não estava compensando a produção. "Iniciamos uma produção de queijo experimental e os resultados nos agradaram. Então a Maristela fez alguns cursos, do Sebrae-RJ, no Instituto Cândido Tostes (juiz de Fora-MG) e École Nationale d'Industrie Latière (Poligny-França) e decidimos investir na atividade", conta ele."

  • Facebook Clean
  • White Instagram Icon
Estamos à sua disposição!

Não achou as informações que desejava? Precisa de ajuda e acredita que possamos ajudar? Entre em contato! Retornaremos o mais breve possível.

Somos parceiros da eureciclo: todas as embalagens plásticas que nós usamos em nossos produtos serão devidamente recicladas. Isto quer dizer que já podemos dormir com a consciência ecológica mais tranquila porque aquele potinho que sobra quando você acaba de comer nosso frescal com iogurte não será descartado na natureza. A Eureciclo cuidará para que ele trilhe o caminho certo até a reciclagem. Usamos plástico porque ainda não há uma alternativa viável para produtos lácteos frescos.